Sindicato do Comércio Atacadista de Papel, Papelão, Artigos
de Escritório e de Papelaria do Estado de São Paulo
Ribeirão Preto - SP
Itu - SP
São Paulo - SP
São Paulo - SP
Franca - SP

ARTIGOS

08/07/2011  DIFICULDADES NA COMERCIALIZAÇÃO DE PAPEL

As medidas governamentais para combater a inflação aliadas ao excesso de estoque nos distribuidores e a queda no setor convertedor, provocam a baixa nos preços de papéis gráficos/editoriais, e achatam as margens de quem os comercializam. Além disso, o aumento dos custos inviabiliza, no momento, o comércio de papel. Vejamos os aumentos recentes:

Pedágios, fretes, juros, serviços, custo portuário, além do aumento do papel importado.

Todos esses fatos obrigam a revisão dos preços do papel por parte dos distribuidores, pois não há como se manter por muito tempo qualquer negócio sem ganho.

O mais problemático é que os preços são determinados pelo mercado e no momento atual é difícil a elevação deles, pois a lei de oferta e procura é inexorável.

O que fazer?

Não dá para fazer omelete sem quebrar os ovos, portanto, todos serão obrigados a uma adequação ao mercado atual, com prováveis prejuízos, que poderão ser compensados mais na frente, quando o mercado se ajustar.

Todos terão que planejar com muito cuidado, observando-se o nível dos estoques e as previsões do consumo, além de muita atenção com o cenário econômico mundial, que promete muitas emoções nos próximos meses.

Combater o desvio de finalidade do Papel imune também é medida imprescindível, pois esse fato altera os preços e pune quem trabalha com seriedade. 


Vicente Amato Sobrinho


 

Visite nossa página no Facebook     Visite nossa página no Twitter     Visite nossa página no YouTube
Sindicato do Comércio Atacadista de Papel, Papelão, Artigos de Escritório e de Papelaria do Estado de São Paulo - SINAPEL
Praça Silvio Romero, 132 Conjunto 72, Tatuapé - São Paulo - SP - 03323-000
www.sinapel.com.br - sinapel@sinapel.com.br
Telefone: +55 11 2941-7431