Sindicato do Comércio Atacadista de Papel, Papelão, Artigos
de Escritório e de Papelaria do Estado de São Paulo
São Paulo - SP
Águas de Lindóia - SP
São Paulo - SP
Franca - SP
São Paulo - SP

Notícias do Setor

07/11/2016  Ética. Ainda existe? - Edição 27/2016


ÉTICA. AINDA EXISTE? 

Ética, entendida de uma maneira mais simples que a conceituada em filosofia, nada mais é senão o que expressa esta frase: “não faça a ninguém algo que não gostaria que fizessem a você”. Este ensinamento é a base da educação que muitos pais oferecem a seus filhos, contudo, como temos percebido nos últimos tempos, na vida isso não vem sendo aplicado, o que justifica a questão que intitula este artigo. 

Cada vez mais as pessoas agem levando em conta suas próprias necessidades. A cultura de levar vantagem prevalece com frequência. O maior exemplo, sem dúvidas, está na política, mas não se restringe a este terreno, infelizmente. 

Se observarmos atentamente o que acontece ao nosso redor, ao final de um dia teremos uma série de exemplos. 

Podemos observar o Serviço Público, ponde a conduta de funcionários que exercem cargos diversos, concursados ou não, por vezes está distante da ética. Há alguns meses, em um posto de saúde, a postura de um médico que atende em ambulatório despertava para o quanto poderia ser diferente a situação se prevalecesse aquela ideia inicial que esclarece o que é ética. Atencioso, prestativo, sem pressa, com a dedicação e o respeito que muitos profissionais em circunstâncias financeiramente mais vantajosas não teriam. Ao cumprimentá-lo pelo bom atendimento, respondeu: “cumpro apenas o meu dever. Este é o meu trabalho. Estou aqui durante um determinado período para atender aos pacientes. Fui contratado para isso e tudo o que faço quero fazer bem feito.” Ele enfrenta as mesmas dificuldades que outros profissionais na mesma função: baixa remuneração, excesso de pacientes, morosidade do sistema etc., mas sua atitude faz a diferença. 

E já que enveredamos pelo setor público, cabe mais um exemplo. Em determinada agência do INSS, onde cidadãos buscam soluções para aposentadoria, afastamento por problemas de saúde e tantas outras questões que competem à Previdência, um funcionário, atendendo a um cidadão, optou por uma postura arrogante e presunçosa, chegando a interromper o “cliente”, que é responsável por seu salário, com a seguinte frase: “veio aqui para me informar ou para buscar informações”. Certamente, desconhece o que é ética profissional, também não sabe quais suas competências no cargo de atendimento ao público e muito menos se vê refletido naquele que está do lado oposto da mesa. 

Entre os dois extremos, mas percebendo que já não causa muito espanto quase nada em nossa sociedade, tanta é a violência, tantas as injustiças e inversões de valores, e acompanhando as muitas transformações pelas quais passa a sociedade, pensamos que talvez sejam necessárias mais e mais reflexões sobre o comportamento humano para se reconstruir o conceito de ética. Seja ele reformulado parcialmente ou por inteiro, deve prevalecer a lei do respeito ao outro ser humano, do colocar-se no lugar do outro, do compreender que nada justifica agir pensando em somente em si próprio desconsiderando os danos causados a outros. 

Há muito para se pensar sobre este tema. Que não fique esquecido, em segundo plano, até deixar de existir. 


ENFOQUE SINAPEL é uma publicação do SINAPEL – Sindicato do Comércio Atacadista de Papel, Papelão, Artigos de Escritório e de Papelaria do Estado de São Paulo 
Praça Sílvio Romero, 132 – 7º andar – São Paulo – SP Tel.: (11) 2941-7431 – e-mail: sinapel@sinapel.com.br – Site: www.sinapel.com.br Edição: G Martin Comunicação & Marketing – Jorn. Resp.: Gracia Martin – MTB/SP 14.051


 

Visite nossa página no Facebook     Visite nossa página no Twitter     Visite nossa página no YouTube
Sindicato do Comércio Atacadista de Papel, Papelão, Artigos de Escritório e de Papelaria do Estado de São Paulo - SINAPEL
Praça Silvio Romero, 132 Conjunto 72, Tatuapé - São Paulo - SP - 03323-000
www.sinapel.com.br - sinapel@sinapel.com.br
Telefone: +55 11 2941-7431